Subscreva

Cum sociis natoque penatibus et magnis
[contact-form-7 id="1210" html_class="cf7_custom_style_1"]

Subscribe elementum semper nisi. Aenean vulputate eleifend tellus. Aenean leo ligula, porttitor eu, consequat vitae eleifend ac, enim. Aenean vulputate eleifend tellus.

[contact-form-7 id="984" html_class="cf7_custom_style_1"]

Sexta-feira é dia de Gelados de Portugal!

No início desta semana, falámos de gerir redes sociais durante as férias, para todos aqueles que têm o trabalho dependente destes sítios, e não o podem propriamente largar durante algumas semanas. Hoje voltamos ao tema, desta vez para explicar a importância de termos alguém que faça este trabalho de redes sociais em empresas. Este post é por isso dedicado a negócios, que já tenham alguma capacidade para contratar serviços, e para que se perceba quais as vantagens em termos alguém completamente dedicado a este trabalho.

As fotografias são algumas das que fizemos para a página dos Gelados de Portugal, a nossa marca favorita de gelados. Pode pensar-se que dizemos isto porque trabalhamos com ela, mas a verdade é que desde o dia em que os provámos (cheios de medo de não gostarmos e do que teríamos de dizer depois) não encontrámos nenhuns que fossem tão bons em termos de sabor e qualidade.

Voltando agora ao tema do post, e porque muita gente acha que gerir uma página de uma marca é como gerir um perfil pessoal (se eu sei publicar fotografias e responder a comentários, está tudo bem), vamos explicar quais as vantagens de termos alguém dedicado a este trabalho que pode parecer simples mas não é.

1. Uma imagem vale mais do que mil palavras
Vamos começar com frases feitas? Porque não?
A verdade é que uma boa imagem é tão importante para o sucesso de uma marca, quanto a qualidade dos produtos ou serviços que vende. Sendo assim, não se fiquem por umas imagens tiradas para desenrascar, é preferível que não as publiquem, e logo que possam passem esse trabalho a quem sabe o que faz, simplesmente porque o faz todos os dias, porque teve formação, tem material bom e porque sabe realmente trabalhar com ele.

2. As histórias devem ser bem contadas
Todos nós sabemos escrever, mas não é por isso que todos nós estamos aptos a escrever um livro. Todos sabemos falar, mas também não é por isso que todos somos bons comunicadores, contamos histórias, ligamos pessoas. Esta tarefa, de escrever e comunicar com uma audiência, seja ela qual for, dá algum trabalho, para não vos dizer muito. E é por isso que este trabalho deve ser feito com pés e cabeça, a marca deve ter um discurso próprio, que vai ser trabalhado devagar, com muita análise e planeamento, e que vai crescendo. O resultado é a marca ser uma “pessoa” online, ter uma personalidade que foi construída, que pode comunicar e ligar-se a pessoas que depois se vão identificar com ela.

3. As ferramentas estão em constante mudança
As redes sociais estão sempre a fazer alterações às ferramentas e à forma como elas funcionam. É necessário termos alguém atento a estas alterações, que esteja em constante “formação” para que o rendimento e a eficácia do trabalho seja a melhor. se tivermos alguém que lá no escritório faz administração ou atende pessoas, e nas horas vagas faz um post no facebook, não podemos esperar que o impacto dessa publicação seja tão grande como seria se fosse planeada e bem trabalhada.
O mesmo se aplica às campanhas de publicidade, que só serão eficientes e só trarão retorno se forem bem lançadas.

4. Estar ou não estar, eis a questão?
Hoje, todos querem ter uma página no facebook, mas qual é o verdadeiro motivo para ela existir? Se for porque sim, porque todos a têm, não vale a pena sequer o trabalho de a criar. Temos outros locais, como um site, que se bem trabalhados em SEO podem assegurar a visibilidade da marca.

As redes sociais são para marcas que estão lá para mostrar o que fazem e receber gostos e comentários simpáticos, mas também para responder e assumir responsabilidade quando alguma coisa corre menos bem. Numa rede social, todos têm a oportunidade de dizer algo e uma boa marca dá essa liberdade aos seguidores, gosta desse lado democrático da comunicação.

As redes sociais são para marcas que reconhecem a importância de ter um sítio onde se podem ligar a pessoas. O investimento neste trabalho, só é dado por quem reconhece que o retorno é muito, seja a curto ou a longo prazo. Os clientes criam empatia com a marca, aprovam os produtos, mantêm uma relação com ela e mantêm-se fiéis, pelo menos enquanto os valores e a qualidade se mantiverem também.

Depois de tanta conversa, a questão que se põe é:
Já provaram os Gelados de Portugal? :p

Leave a comment