Subscreva

Cum sociis natoque penatibus et magnis
[contact-form-7 id="1210" html_class="cf7_custom_style_1"]

Subscribe elementum semper nisi. Aenean vulputate eleifend tellus. Aenean leo ligula, porttitor eu, consequat vitae eleifend ac, enim. Aenean vulputate eleifend tellus.

[contact-form-7 id="984" html_class="cf7_custom_style_1"]

Das manhãs e das rotinas boas


Quem está pertinho de mim sabe que, aos bocadinhos, fomos mudando vários hábitos alimentares cá em casa. Hoje trago-vos a fonte de energia que bebo logo pela manhã, há já uns meses, e que já não consigo largar. O meu dia começa com esta coisa boa de fruta e cereais, e posso dizer-vos que agora sei o que é um bom pequeno-almoço.

Primeiro vou explicar o porquê de termos adoptado este hábito cá em casa. Eu tinha muitos momentos de mal estar físico, como dores de barriga, algumas vezes por semana até. Agora que penso nisto mais a sério, tenho-os desde miúda, e sei que a minha mãe achava que era simplesmente uma desculpa para não comer ou para não sair de casa. A verdade é que me fui habituando a viver com isto, a maior parvoíce de sempre!
Lembro-me por exemplo da última viagem que fiz a Berlim, em que estive metade dela a sentir-me mal e a ter de andar e andar pela cidade num pequeno sofrimento.

Hoje não vos sei dizer qual era o meu problema, porque aos poucos fui eliminando coisas que percebi que eram “tóxicas” para o meu organismo, como o pão branco, leite de vaca e iogurtes. E hoje, depois de meses com estas mudanças, posso dizer-vos que são raríssimas as vezes em que me sinto mal. Não sei qual destas coisas era, ou se todas contribuíam para o meu mau estar, sei que agora estou bem e só quero continuar a comer cada vez melhor.

A falta de energia também era alguma, tanto que comecei a tomar vitaminas e cápsulas de óleo de peixe. O efeito foi notório, mas agora que tiro todas essas coisas do meu pequeno-almoço já deixei esses suplementos. De facto um pequeno almoço de uma torrada e de café vale zero para o nosso corpo, e é uma pena que até certa altura todos nós achemos que é o suficiente. Para além de não ser, dali a duas horas no máximo estamos cheios de fome como se nada tivéssemos comido. O meu verdadeiro pequeno almoço está mesmo neste batido de fruta e aveia que vos mostro aqui. É rápido de preparar, é delicioso, e deixa-nos completamente satisfeitos cá em casa até à hora do almoço.

Vou deixar-vos aqui a receita de um, mas saibam que o lado bom destas coisas é poderem colocar o que vos apetecer. A fruta pode ser qualquer uma, o leite deve ser vegetal e a magia está feita!
Estas quantidades dão para duas pessoas, 4 copos pequenos dos que vêem ali em baixo, por isso podem partilhar 🙂

1 laranja
1 banana
4 morangos
4 colheres de sopa de aveia
2 colheres de sopa de linhaça
leite vegetal ou água

A linhaça é consumida todos os dias cá em casa porque está cheia de coisas boas como o Ómega 3 e 6, magnésio, ferro, zinco, cálcio e fibra. A aveia também tem cálcio, proteínas e fibra, para além de outras coisas, e por isso não nos falta nada, pelo contrário! Estamos a ir buscar o que precisamos a fontes que não têm coisas que nos fazem mal, como o leite ou as granolas cheias de açúcar que se vendem no supermercado. Quando não colocamos frutos vermelhos na mistura também metemos bagas Goji que estão cheias de anti-oxidantes.

Cá em casa fazemos uma alimentação sem carne e por isso comemos muitos legumes. Esse é o motivo para não colocarmos no batido da manhã legumes, o que nos faz falta neste momento é a fruta, damos conta dos legumes ao almoço e ao jantar. A última mudança foi a troca das massas e do arroz por tudo o que é integral. Confesso que ainda não atinei com o arroz, tenho de o cozinhar mais vezes para melhorar, mas a massa é boa e não se nota diferença depois de cozinhada.

Se tiverem sugestões boas passem para este lado, e se tiverem vontade experimentem esta coisa boa. Uma boa semana para todos! 🙂

Comments

  • Claudia

    Reply

    Olá 🙂 Por aqui faz-se granola todas as semanas, para haver sempre no frasco para o pequeno-almoço, e já fiz algumas vezes leite de amêndoa também para não comprar o de supermercado, que também tem coisas que podem ser escusadas, principalmente para durarem nas prateleiras mais tempo. Iogurte caseiro é coisa que também faço com alguma frequência, mas para isso precisas de leite a sério, mas opto por usar biológico e gordo, que sempre se aproxima de algo mais saudável. E tudo isto a acompanhar com um café bom, feito na hora, umas tostas com abacate e ovo (quando apetece) e está a manhã recheada de coisas boas!

    Abril 10, 2017
  • De Verde em Poupa

    Reply

    Olá Raquel! Também demorei algum tempo a atinar com o arroz integral mas depois de o sabermos cozinhar é delicioso. Eu nao quero outra coisa. Ja me perguntaram muitas vezes como o faço por isso estou a pensar por no blog! Aprendi a faze-lo como deve ser num workshop de macrobiótica. Um beijinho! Maria*

    Abril 10, 2017
  • Bela Dina

    Reply

    Pequeno-almoço 5*
    🙂

    Abril 10, 2017
  • Rita

    Reply

    Adorei a ideia, obrigada! Aqui em casa também não se come carne e a capacidade de tomar o pequeno almoço é complicada, tentando combate-la com batidos e sumos, exactamente!
    Beijinho

    Abril 10, 2017
  • Sandra

    Reply

    Bom dia,

    Também sou adepta dos batidos pela manhã. Habitualmente coloco sempre dois a três tipos de fruta e cenoura (os betacarotenos são fantásticos para a saúde da pele, cabelos e unhas e, nesta altura do ano óptimos para facilitar o bronzeado).
    Beijinhos

    Abril 11, 2017
  • Inês Leite Rosa

    Reply

    O meu filhote nasceu com alergia à proteína do leite e só alguns meses mais tarde a alergia se revelou. Eu ainda estava a amamentar, por isso tive de pôr de lado tudo o que fosse lacticínio ou tivesse ingredientes de leite na sua composição. Custou-me bastante, não deixar de beber leite e afins, mas deixar de comer muita coisa ao lanche e pequeno-almoço, porque quase tudo o que geralmente ingerimos nessas refeições leva leite… Foi uma revelação para mim, não fazia ideia do domínio que o leite tem na nossa alimentação! Desde essa altura que os lacticínios são muito menos utilizados cá em casa, leite então não bebemos mesmo. Leites vegetais é que só consigo beber assim, em batidos ou utilizo-os para fazer bolos. Não me consigo habituar ao sabor dos leites vegetais 🙁 Neste batido que leite vegetal usas?
    Obrigada pela partilha!

    Abril 11, 2017
  • Patricia

    Reply

    Ola!! Adoroo imenso o vosso blog! Eu tbm ando a mudar a minha alimentação e gosto mt de comer iogurtes biológicos naturais com frutas, mel, canela e chia. Fica mesmo delicioso!

    Abril 11, 2017
  • Sandra Oliveira

    Reply

    Também não bebo leite ao pequeno almoço. E agora com o tempo aquecer, gosto imenso dos batidos, vou levar a receita comigo 😉
    Õbrigada pelas dicas 😀

    Abril 13, 2017
  • Pingback: Favoritos #2 |

    Reply
    Abril 20, 2017

Leave a comment