Subscreva

Cum sociis natoque penatibus et magnis
[contact-form-7 id="1210" html_class="cf7_custom_style_1"]

Subscribe elementum semper nisi. Aenean vulputate eleifend tellus. Aenean leo ligula, porttitor eu, consequat vitae eleifend ac, enim. Aenean vulputate eleifend tellus.

[contact-form-7 id="984" html_class="cf7_custom_style_1"]

Como fotografar os mais pequenos

Muita gente nos pergunta qual é a melhor maneira de fotografar os mais pequenos lá de casa, que geralmente não querem, armam birras e nunca nos deixam chegar ao resultado que tanto queremos. Pois bem, nós reunimos uma serie de dicas para melhor fotografar os pequenotes.

1. Faz parte da brincadeira
Se pedirem a qualquer criança para olhar para a câmara e sorrir, garantimo-vos que não vai resultar e que ninguém vai ficar feliz. O pequeno porque tem de fingir que está feliz e vocês porque não vão obter um resultado genuíno. Por isso, pensem como uma criança e peçam-lhe para fazer aquilo que realmente têm vontade: dançar, brincar, correr, pular… Neste caso, pedir para desfazer uns quantos rolos de papel higiênico e mandá-los ao ar foi a dose perfeita de brincadeira para todos.
2. Pede como uma criança

Depois do gelo quebrado, com brincadeiras, vocês passam a fazer parte das crianças, por isso é fácil dirigi-los. Mais uma vez vos lembramos, não esperem poses ou sorrisos forçados, se assim acontecer, larguem a câmara e dediquem-se a uma sessão de cócegas. Se agirem como uma criança, qualquer coisa que lhes peçam para fazer vai ser divertido e espontâneo.

3. Põe os joelhos a funcionar

Se tirarem a fotografia convosco de pé, a criança vai sempre parecer inferior nas fotografias, literal e figurativamente. Baixem-se um pouco, coloquem-se ao nível do pequeno que estão a fotografar e ele vai sentir que pode interagir convosco, para além de que é uma perspectiva bem mais simpática para a fotografia.

4. Mantém a distância

Quando temos pequenotes bem envergonhados, mantenham a distância até conseguirem ganhar-lhes a confiança. Se discretamente mantiverem a distância e os fotografarem desprevenidos, vão apanhá-los no seu estado mais inocente e bonito.

5. Faça-se luz!
Já toda gente tentou fotografar criançada a brincar e ficaram com nada mais do que um blur, um belo de um arrastão de movimento. Pois é, isso acontece porque eles não conseguem estar quietos, aliás, porque se mexem muito depressa. O truque aqui é escolher locais muito bem iluminados, preferencialmente durante o dia. Isto porque assim vamos estar a trabalhar com velocidades de exposição bem rápidas e por isso os movimentos são capturados na perfeição, congelando o momento!
6. Monta a festa!

Se depois tentarem tudo o que dissemos lá em cima, o ambiente natural continua a não acontecer, criem a situação. Criem um momento de brincadeira com pessoas com quem eles se sentem à vontade, façam-nos rir muito e depois vai ser fácil fotografá-los sozinhos. Pensem em momentos que vão passar a expressão certa, contar uma história, pedir para contar um segredo, contar uma piada ou cantar com eles. Tudo para conseguir capturar a expressão certa sem pressão.

7. Divirtam-se!
Se vocês estiverem divertidos, também eles se vão divertir. Este é um momento sem regras e sem a palavra “não”, tudo é permitido. Se vocês não estão à procura do novo menino da lágrima, riam-se e sejam felizes e vão ter o oposto.Esperamos que gostem destas dicas e se quiserem dicas para fotografar qualquer outra coisa, digam-nos ali em baixo nos comentários, que nós tratamos do assunto :p

 

Comments

Leave a comment